"E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra" - Gênesis 1:28.
por Vilson Ferro Martins - www.vozdotrono.com.br

Tem esta o objetivo de orientar e sugerir a luz da Palavra de Deus e não impor absolutamente nada!

Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai... enchei... sujeitai... dominai... Aqui está implícito o fator decisão pessoal sobre cada um!

Um fato presente na vida da família cristã e igualmente na igreja é que geralmente meninos e meninas são ensinados na Palavra a respeito de Deus, vida eterna, novo nascimento e, um casamento único, pois, assim é a vontade de Deus! E está corretíssimo, afinal, é mesmo a vontade do Senhor; entretanto, quando crescem e chega o momento decisivo - principalmente as moças - se vêem ao "martírio" da difícil decisão: Com quem hei de me casar?

SERÁ QUE DEUS MANDA RECADO?
Algumas moças sentem receio de tomar uma decisão e a mesma não estar em linha com a vontade do Senhor... Outras alimentam a expectativa de que Deus irá responder a sua oração, ao seu sonho, a sua petição, ao seu jejum, etc. Crêem até que um anjo será enviado com a resposta OU que um "vaso" será levantado na "igreja" para dar o recado de Deus! DIFICILMENTE tal ocorrerá! Deus tem coisas mais importantes para se preocupar e tampouco precisa de "recadeiros"... enquanto isso o tempo está passando e passando... Não vou relatar aqui, casos em que pessoas ouviram recados do "vaso" e na realidade era tudo mentira e manipulação! Alimentaram a expectativa de casarem-se com o príncipe, entretanto, depois de algum tempo descobriram que casaram com o "cavalo do príncipe". É sua vida futura e seu casamento que está em jogo e de mais ninguém, portanto, sabedoria é fundamental! Você pode e deve orar, mas, a decisão PASSARÁ por você! Não te esqueças disto.

SOMOS A IMAGEM E SEMELHANÇA DO SENHOR!
Primeiramente quero deixar bem claro aqui que em momento algum duvidamos que Deus possa ser bem claro e específico, todavia, isto será exceção e não regra!
Via de regra, Deus JÁ nos capacitou com sabedoria, inteligência, raciocínio, capacidade de análise, entendimento, gosto, apreciação... que nos torna habilitado para tal tarefa. Para se ater ao que estou dizendo responda a si mesmo: Por que uma pessoa às vezes fica anos e anos clamando para que Deus lhe de uma resposta acerca de um futuro cônjuge e depois (casado com ele ou com outro) resolvem ter filhos e nem sequer perguntam a Deus? Compreende? Deus nos habilitou a tomar decisões, pois, a luz da Sua Palavra podemos optar com caminhos que nos levam a bênçãos e desviar de caminhos que nos produzem sofrimentos.
A proposta deste estudo não é dizer "com quem você moça ou moço" irá se casar, todavia, lhe fornecer ferramentas que ajudarão na sua tomada de decisão.

ESTABELECENDO LIMÍTES!
Segundo, os jovens às vezes ficam receosos de namorar. Lógico que há critérios para que tal aconteça, todavia, como alguém vai tomar conhecimento de particularidades de outro alguém se não há certa proximidade? Nem vou mencionar que a Bíblia condena com veemência as concupiscências da carne!
Se você não se valoriza, quem dará valor?

TEMPO DE NAMORO!
Em tempo, eu - PARTICULARMENTE - sou contra namoros prolongados, portanto, é oportuno que ambos os pretendentes sejam honestos e já conversem a respeito, para que a situação não se prolongue anos a fio e a mão boba entre em ação! Penso que entre seis meses e um ano é mais do que suficiente para ambos decidirem se estão dispostos a levar uma vida a dois, evidentemente noivando para torná-lo em algo mais sério e finalmente casando-se!

O PORQUE NAMORAR?
Em sua Santa sabedoria o Senhor diz que há tempo para tudo, portanto, tempo de unir-se em uma só carne é PÓS casamento e não em tempo de namoro! Por exemplo, é neste período que você saberá se ele ou ela gosta de crianças, deseja ter filhos, é bom ouvinte, é cavalheiro, etc...
Namoro é tempo de análise, de se esquadrinhar, se medir, se analisar e não tempo de suprir necessidades fisiológicas! Deus é tão claro a respeito disso que deixou um presente para todo casal que se une em casamento: Deixou o sexo! Quem desfruta do presente antes das bodas estará se comportando como ladrão (porque toma o que ainda não lhe pertence). Além do mais, estará abrindo brechas na estrutura da futura família - que se não devidamente tapadas - proporcionará o vazamento de "vinho" (sinônimo de alegria, contentamento, delicias), resultando em sequidão no relacionamento.
Talvez alguém diga: Mas, no momento não tenho condições de me casar! De duas uma OU NÃO namore OU se for para viver abrasado, que se case, conforme orientação em  1 Coríntios 7:9.

UMA ESTATÍSTICA INTERESSANTE!

Certa vez ouvi em uma pregação o ministro afirmar que estatísticas apontavam que:
Quando uma mulher CRISTÃ casa-se com um homem não cristão – a chance dele se tornar cristão é apenas de 30% - ou seja (para melhor entendimento) a cada DEZ casamentos com maridos NÃO crentes que se casaram com mulheres crentes, apenas TRÊS se converteram.
Em relação ao homem cristão é o contrário. O numero é em torno de 70%, ou seja, a cada dez casamentos, cujos maridos são CRISTÃOS e se casaram com mulheres não crentes, SETE se converteram.
Todavia, não possuo a fonte de tal pesquisa!

SUGESTÃO!

Como sugestão, aponto o artigo "Casamento = tribulação" - afinal, Deus não deixa ninguém enganado - casando, irá, vez ou outra, enfrentar alguma tribulação!

Ok, agora que já fizemos a introdução, vamos dar continuidade:

A luz da Palavra de Deus - a Bíblia Sagrada - quais são as instruções que qualquer jovem já dispõe para discernir e decidir sobre um futuro namorado(a)/ noivo(a)/ esposo(a)?
O que uma moça cristã deve procurar num moço de maneira que este possa se tornar seu pretendente?

MOÇA AVALIANDO UM MOÇO:

A Palavra diz:
- Provérbios 1:8 "Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe" - Portanto, procure observar como esse moço trata seus pais. Se ele não dá ouvido a seus pais, dificilmente será alguém de diálogo, assim, problemas de comunicação já se mostram a vista!

- Provérbios 19:26 "O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra" - Observe o tratamento que ele dispensa aos que o cercam e principalmente aos pais. Se o cidadão é "tosco" para com seus pais, dificilmente será um esposo cavalheiro.

- Provérbios 23:22 "Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer" - Qual o nível de consideração para com os pais? Se os pais já se tornaram "quadrados" e "de outra época", fatalmente a (futura) esposa enfrentará o mesmo constrangimento da parte dele, quando os anos chegarem e a beleza dela já não se mostrar tão exuberante e atrativa.

- Mateus 15:4 "Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrer". Independente da situação financeira, familiar, social, status, erudição, etc... a honra DEVE ser dada aos pais, pois, é mandamento de Deus com promessa. Assim, quem não honra a seus pais - evidente demonstração de AMOR -, como amará a esposa, conforme instrução em Efésios 5:5?

- Provérbios 6:6,9-11 “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio...Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco a dormir, um pouco a tosquenejar; um pouco a repousar de braços cruzados; Assim sobrevirá a tua pobreza como o meliante, e a tua necessidade como um homem armado". Ora, se o cidadão não quer nada com trabalho, não estuda, bem possui objetivos, deita tarde e acorda mais tarde ainda... que tipo de marido será quando as necessidades baterem à porta?
Se ele trabalha, como gerencia seus vencimentos? Já está endividado sem mesmo nem ter casado? Abra o olho!

- 2 Corintios 6:14 "Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?" - Ora, se já é evidente que "ele" não defende a fé em Deus e não possui o temor do Senhor dentro de si, dificilmente haverá comunhão, pois, um terá discernimento espiritual das coisas, enquanto que o outro, apenas natural (e talvez - animal) em alguns aspectos. Quero ainda acrescentar que não se trata aqui neste texto de "diferenças denominacionais" e sim de alguém que NÃO tem dentro de si o temor de Deus.

- 1 Tessalonicenses 4:4-5 "Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus". Se tal pessoa que se diz cristão, não possuir domínio próprio (fruto do Espírito) e atentar contra a pureza, já está prenunciando o que ocorrerá após o casamento, afinal, tribulações são próprias do matrimônio, bem como situações de doenças, gravidez, etc., então, como se dará o comportamento de alguém que já demonstrou não ter domínio sobre seu corpo e seus membros?

- Romanos 8:6 "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz" - Isto diz muito - A INCLINAÇÃO! O problema é que a paixão é cega e tende a mascarar o que se tem em saldo negativo, todavia, a INCLINAÇÃO diz muito a respeito de uma pessoa. Por exemplo: Pessoas que possuem vícios (de jogar, de ir a estádio, de bebida, cigarro, drogas, amantes de toda forma de pornô) tendem continuar alimentando esse aspecto carnal em suas vidas; o que certamente redundará em muitas coisas ruins para o relacionamento como solidão, intrigas, ciúmes, gastos, dívidas, etc.

Finalizando as atribuições masculinas a serem levadas em consideração pelas moças, o IDEAL: Se encontra em João 3:6 "O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito" - Ser nascido de novo! Um novo homem, segundo a Palavra de Deus, pois, o lar será mesmo uma embaixada do Senhor, onde a pessoa do esposo será verdadeiramente de sacertote (apresentando a família à Deus) e de profeta (trazendo Deus à família).

Bem, grosso modo estas são algumas situações que podem ser levadas em conta por alguém que está disposta a se unir em uma só carne com um homem, prometendo diante de Deus e dos homens amá-lo ATÉ QUE A MORTE OS SEPARE!

MOÇO AVALIANDO UMA MOÇA:

Novamente, tomamos praticamente os mesmos textos, todavia, as orientações diferem um pouquinho!

- Provérbios 1:8 "Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe" - Portanto, procure observar como essa moça trata seus pais e principalmente sua mãe. Se ele não dá ouvido à seus pais, dificilmente será alguém de diálogo, assim, problemas de comunicação já se mostram a vista! Se não obedece ou ajuda sua mãe e bem provável que não aprenda coisas simples como fazer uma comida, lavar roupa e tampouco tem idéia de economia do lar!

- Provérbios 19:26 "O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra" - Observe o tratamento que ela dispensa aos que o cercam e principalmente aos pais. Uma moça que é rebelde contra a mãe, se mostrará geniosa em sua casa.

- Provérbios 23:22 "Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer" - Qual o nível de consideração para com os pais? Se os pais já se tornaram "quadrados" e "de outra época", fatalmente o (futuro) esposo enfrentará o mesmo constrangimento quando os anos chegarem e as responsabilidades tomar boa parte de seu tempo.

- Mateus 15:4 "Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrer". Independente da situação financeira, familiar, social, status, erudição, etc... a honra DEVE ser dada aos pais, pois, é mandamento de Deus com promessa. Assim, quem não honra a seus pais, como honrará o esposo, conforme instrução em 1 Pedro 3:7?

- Provérbios 6:6,9-11 “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio...Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco a dormir, um pouco a tosquenejar; um pouco a repousar de braços cruzados; Assim sobrevirá a tua pobreza como o meliante, e a tua necessidade como um homem armado". Ora, se a donzela não quer nada com trabalho, não estuda, bem possui objetivos, deita tarde e acorda mais tarde ainda... que tipo de esposa será quando as necessidades baterem à porta? Se ela faz as unhas e passa uma semana sem tocar em nada (porque fez as unhas) como será no dia a dia entre casa, família e trabalho?
Se ela trabalha, como gerencia seus vencimentos? Já está endividado sem mesmo nem ter casada? Seus armários já não comportam mais roupas e calçados? Ela gasta tudo que ganha para sustentar sua vaidade? Você terá como sustentar tais caprichos?

- 2 Corintios 6:14 "Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?" - Ora, se já é evidente que "ela" não defende a fé em Deus e não possui o temor do Senhor dentro de si, dificilmente haverá comunhão, pois, um terá discernimento espiritual das coisas, enquanto que o outro, apenas natural. Quero ainda acrescentar que não se trata aqui neste texto de "diferenças denominacionais" e sim de alguém que NÃO tem dentro de si o temor de Deus.

- 1 Tessalonicenses 4:4-5 "Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus". Se tal pessoa que se diz cristã, não possuir domínio próprio (fruto do Espírito) e atentar contra a pureza, já está prenunciando o que ocorrerá após o casamento, afinal, tribulações são próprias do matrimônio, bem como situações de distúrbios hormonais, doenças, trabalho, etc., então, como se dará o comportamento de alguém que já demonstrou não ter domínio sobre seu corpo e seus membros?

- Romanos 8:6 "Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz" - Isto diz muito - A INCLINAÇÃO! O problema é que a paixão é cega e tende a mascarar o que se tem em saldo negativo, todavia, a INCLINAÇÃO diz muito a respeito de uma pessoa. Por exemplo: Pessoas que possuem vícios (de jogar, de ir a estádio, de bebida, cigarro, drogas, amantes de toda forma de pornô) tendem continuar alimentando esse aspecto carnal em suas vidas; o que certamente redundará em muitas coisas ruins para o relacionamento como solidão, intrigas, ciúmes, gastos, dívidas, etc.

Finalizando as atribuições femininas a serem levadas em consideração pelas moços, o IDEAL: Se encontra em João 3:6 "O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito" - Ser nascida de novo! Uma nova mulher, segundo a Palavra de Deus, pois, o lar será mesmo uma embaixada do Senhor, onde a pessoa da esposa será verdadeiramente sábia e EDICARÁ seu lar. Bem diferente da tola que com sua própria mão consegue destruí-lo.

Bem, grosso modo estas são algumas situações que podem ser levadas em conta por alguém que está disposto se unir em uma só carne com uma mulher, prometendo diante de Deus e dos homens amá-la ATÉ QUE A MORTE OS SEPARE!

por Vilson Ferro Martins - em 14/09/2010.

Assine News

Inscreva-se para receber POR E-MAIL diariamente nossa palavra.
Nome
E-mail
Confirme E-mail


  1. O número DEVERÁ estar cadastrado no WhatsApp.
  2. Nome Completo(*)
    Entrada Inválida
  3. DDD + Telefone(*)
    Entrada Inválida
  4. Email(*)
    Entrada Inválida

Artigos

Doe Agora

eBook - Livros!

   

Visitantes Online

Temos 303 visitantes e Nenhum membro online

Deus se importa

Se você precisa de uma palavra abençoadora para o seu coração, então clique AQUI.

Recursos

banner-monte-sinal