MÓDULO 12

XII. ELEMENTOS DA MÚSICA QUE HONRA A CRISTO

==>A. Dedicação do Templo de Salomão

==>B. Primeiro Elemento: Unidade

==>C. Segundo Elemento: Louvor e Ação de Graças

A.Dedicação do Templo de Salomão

2 Crônicas 5:12-14

E os levitas, que eram cantores, todos eles, de Asafe, de Hemã, de Jedutum, de seus filhos e de seus irmãos, vestidos de linho fino, com címbalos, com saltérios e com harpas, estavam em pé para o oriente do altar; e com eles até cento e vinte sacerdotes, que tocavam as trombetas). E aconteceu que, quando eles uniformemente tocavam as trombetas, e cantavam, para fazerem ouvir uma só voz, bendizendo e louvando ao Senhor; e levantando eles a voz com trombetas, címbalos, e outros instrumentos musicais, e louvando ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre, então a casa se encheu de uma nuvem, a saber, a casa do Senhor; E os sacerdotes não podiam permanecer em pé, para ministrar, por causa da nuvem; porque a glória do Senhor encheu a casa de Deus”.

Temos aqui neste texto, especificado e dado por Deus elementos que O honram na música.

Para se ter uma ideia, nesse dia, conforme nos relata a Bíblia em várias passagens (2 Crônicas 23:5), que foi feito uma grande celebração, onde havia:

- Orquestra com 4.000 instrumentos

- Com 120 trombetas

- Coro com 200.000 vozes (segundo o historiador Flavio Josefo).

Falamos anteriormente sobre “barulho” e alguém pode dizer: Mas com tudo isso, nessa grande celebração não houve muito barulho? Não seria algo ensurdecedor?

O volume da música foi mais alto do que uma banda de Rock?

NÃO!

Vamos ver como Deus faz as coisas:

Volume não aumenta aritmeticamente!

Isto quer dizer: Se temos o som de uma trombeta, vamos ter uma quantidade x de decibéis. Se acrescentarmos outra trombeta, não será 2x. Não irá duplicar! Se acrescentarmos uma terceira, tampouco teremos 3x, ou seja, um volume triplicado. A diferença de decibéis entre elas é mínima, portanto, pode-se ter 120 trombetas e mesmo assim não extrapolar o suportável pelo ouvido humano.

É o mesmo princípio das vozes de um coral. Se tivermos a voz de uma pessoa ou a voz de 500 pessoas, não temos um som 500 vezes mais alto, e sim um volume normal.

Agora, a que ponto música ou barulho é considerado excessivamente alto?

- Um jato comercial passando acima = 120 db (decibéis)

- Um trovão mais alto = 124 db

- Concerto de Rock = 130 a 140 db

Deus determinou o volume que ouvidos aguentam: 90db. Nosso corpo, incluindo nossos tímpanos, é templo do Espírito Santo.

(Segundo muitos médicos especializados no assunto, é recomendado  que a exposição a ruídos acima de 115 decibéis nunca ultrapassem sete minutos por dia. Eles alertam que o ouvido humano tolera bem sons de até 50 decibéis, igual ao barulho gerado em  um escritório sossegado, em que as pessoas conversam em voz baixa. A partir disso, o barulho incomoda. Uma campainha de telefone ou um aspirador de pó podem chegar a 80 decibéis, já um secador de cabelo pode chegar a 90.  No metrô, o ruído é de 95 decibéis. Já sons a partir de 130 decibéis, iguais ao de uma turbina de avião a 100 metros de distância, podem causar danos permanentes à audição). (Revista Zelo – 18/08/2011).

Portanto, podemos ter certeza que encontros de MCC estão extrapolando o volume aconselhável.

Quem era responsável por todos estes músicos, descritos em 2 Crônicas 23:5 onde se reuniram mais de 4000 instrumentos, 120 trombetas e 200 mil vozes? Cada um fazia o que queria? Ou havia uma ordem?

Vamos ler 1 Crônicas 25:7

E era o número deles, juntamente com seus irmãos instruídos no canto ao Senhor, todos eles mestres, duzentos e oitenta e oito”.

MESTRES = 288

I Crônicas 9:33

Destes foram também os cantores, chefes dos pais entre os levitas, habitando nas câmaras, isentos de serviços; porque de dia e de noite estava a seu cargo ocuparem-se naquela obra”.

Qual o tempo da ocupação dos levitas? DE DIA E DE NOITE! Não faziam mais nada a não ser isso!

De qual obra? O CANTO AO SENHOR! Ensaiar, ensinar e ministrar o canto ao Senhor 24 horas por dia. Sem dúvida eles tinham turnos.

Portanto, Davi tinha nomeado 288 homens cujo trabalho era somente DIRIGIR e ENSINAR “O Canto ao Senhor”.

Então, o que Deus quer em música?

B.Primeiro Elemento: Unidade

II Crônicas 5:13

E aconteceu que, quando eles uniformemente tocavam as trombetas, e cantavam, para fazerem ouvir uma só voz, bendizendo e louvando ao Senhor; e levantando eles a voz com trombetas, címbalos, e outros instrumentos musicais, e louvando ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre, então a casa se encheu de uma nuvem, a saber, a casa do Senhor”.

Não há nada por acaso na Bíblia. Deus fez questão de deixar registrado o que foi feito através da música e que honrou a Ele. Eles CANTARAM e TOCARAM de maneira UNIFORME!

Não havia IMPROVISAÇÃO!

IMPROVISAÇÃO é uma técnica comum em música contemporânea. Cada um faz o que quer com a linha melódica, sem nenhuma preparação específica. Muito comum no Jazz e comum no Rock.

Cada um faz o que quer, da forma que quer e isso é contra os padrões de Deus, portanto, não pode estar presente na música de louvor e adoração.

Naquele livro How to Sing For Money – Como Cantar Por Dinheiro, o autor Charles Henderson diz:

“Agora, além do ritmo primitivo e alucinante que arrepia e que faz bater os pés, mesmo sem querer, qual é a característica marcante de qualquer banda “quente”? A resposta – IMPROVISAÇÃO – “inventar” em cima da melodia e ritmo irrefletidamente”.

Relembrando:

O primeiro elemento que agrada a Deus é UNIDADE!

[EXEMPLO] Aleluia de Handel - Handel Messiah – Robert Shaw Chorale & Orchestra (com e sem).

Música reflete harmonia e termina em tons de resolução e ordem. Não pode refletir desarmonia, e senso de desordem e desunião, especialmente caracterizado no final da música. Um SOM assim não reflete o caráter de nosso Deus.

[EXEMPLO] Orquestra em Jundiaí.

Não devemos confundir a IMPROVISAÇÃO que é feita em Jazz, Rock e outros tipos de músicas com ARRANJOS. Arranjos são corretos, mas envolta da melodia nunca escondendo a melodia a ponto que ela some, porque todos precisam cantar a melodia. No arranjo não é destruído a UNIDADE, já na IMPROVISAÇÃO a unidade é destruída.

O SOM de música sacra tem que ser o oposto da música caracterizada por polarização e discórdia que nós ouvimos. Ela precisa ser UNIFORME!

Na dedicação do templo, para que todos os músicos pudessem tocar uniformemente, eles precisavam ENSAIAR MUITO. (não improvisar).

Nós temos que fazer da mesma forma com nossa música para o Senhor.

Muitas vezes na hora do emprego é dado o melhor de si, para o patrão, no trabalho, ou nos preparamos e dedicamos muito tempo num ou noutro projeto... Mas quando chega na hora de ensaiar, não queremos pagar o preço. Para cantar na igreja, basta ensaiar rapidinho antes do culto. Isso é bíblico?

Ministério de Música na igreja é importante para Deus e exige TEMPO, SACRIFÍCIO, RESPONSABILIDADE e DEDICAÇÃO. Deve ser usado para PREPARAR OS NOSSOS CORAÇÕES PARA A MENSAGEM ao invés de tirar a mensagem por causa da nossa falta de preparo. Devemos fazer o nosso melhor para o Senhor.

Não podemos dar as sobras para Deus.

Devemos agir como Davi:

II Samuel 24:24

Porém o rei disse a Araúna: Não, mas por preço justo to comprarei, porque não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada. Assim Davi comprou a eira e os bois por cinqüenta siclos de prata”.

Não é questão de ser profissionais, mas deve haver dedicação. Por exemplo, um professor de Escola Dominical não precisa ser um pedagogo, mas, deve ser DEDICADO ao ensino. Para participar de um ministério de visitação não precisa ser um especialista em relações públicas, mas deve fazer o melhor para o Senhor. Assim deve ser no ministério da música.

Vimos que música dever ser UNIFORME, mas é interessante ver que música também UNIFICA.

As autoras Carol Merle-Fishman e Shelley Katsh que escreveram: A Música Dentro de Você (Elas são Terapeutas Músicais Autorizadas. São instrutoras na Universidade de NY. São consultoras para diversas organizações de serviço à família e à criança e Músicas): Disseram:

“Música de grupo pode ser encontrada em praticamente todas as culturas como um meio de compartilhar alegria, tristeza, amor e união”.

Isso é perceptível!

Uma família que canta junto se torna UNIDA por esta experiência.

Soldados marcham juntos ao som da MÚSICA.

Através da história grupos sociais, grupos de protestos, sindicatos, etc. todos tem usado a música como uma forma de unificar o grupo. E assim acontece na igreja. Todos chegam dispersos, com coisas diferentes na mente, mas quando começamos a cantar, nós nos unimos em uma só voz, com um só propósito, uma só mente, um só coração. As fontes seculares comprovam esse aspecto da música.

Diz Denissof e Peterson, no livro Os Sons da Mudança Social, diz:

“Movimentos sociais têm historicamente usado música para avançar seus sistemas de pensamento e para conseguir união interna”.

No livro Music and the Mind - Música e Mente, por Anthony Storr, encontramos:

“Música provoca reações físicas SIMILARES em DIFERENTES pessoas ao mesmo tempo... É capaz de JUNTAR GRUPOS e criar um senso de unidade. Música tem o efeito de INTENSIFICAR ou SUBLINHAR a emoção que um evento em particular requer, através de COORDENAR SIMULTANEAMENTE as emoções de um grupo de pessoas”.

Pensando em Ministério, o evangelista Calvin Johansson em Música e Ministério disse:

As palavras, então, nos direcionam a fatos específicos, mas a música em si, na sua própria maneira, transcende os fatos. “Onde A Alegria” e “Ao Contemplar A Rude Cruz” como afirmações, não comunicam o mistério da êxtase piedosa ou desespero; É NECESSÁRIO A MÚSICA para nos levar ao sentimento e conhecimento da verdade destes fatos. Nunca poderemos saber exatamente como a música realiza isto – permanece um mistério. Somente podemos ser agradecidos pelo fato de que ela faz isto”.

Logo,

Percebemos que Deus coloca muita ênfase sobre a música na Sua Palavra porque música tem tremendo poder para unificar o Seu povo.

Isaías 52:8-9 diz:

Eis a voz dos teus atalaias! Eles alçam a voz, juntamente exultam; porque olho a olho verão, quando o Senhor fizer Sião voltar. Clamai cantando, exultai juntamente, desertos de Jerusalém; porque o Senhor consolou o seu povo, remiu a Jerusalém”.

Jeremias 31:12 diz:

Assim que virão, e exultarão no alto de Sião, e correrão aos bens do Senhor, ao trigo, e ao mosto, e ao azeite, e aos cordeiros e bezerros; e a sua alma será como um jardim regado, e nunca mais andarão tristes”. (correrão = fluir juntos como água).

Isaías 2:2 diz:

E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações”. (concorrerão = fluir juntos como água).

Em Romanos 15:5-9 - somos ensinados como ter unidade em nossa música na igreja:

Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus. Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, e cantarei ao teu nome”.

Então, a música unifica em um só propósito, em uma só voz, todos louvando juntos, com a mesma mente cantando e louvando ao Senhor.

A congregação que canta junto, com corações e mentes preparados para a mensagem juntos, vai estar unida para alcançar os não salvos juntos. O resultado será divino.

A tarefa então, do dirigente de musica de uma igreja é unir os instrumentos, o coro, a congregação em uma só voz, correndo juntos, fluindo juntos, concorrendo juntos. (Jeremias 31:12).

Uma só voz, esta é a responsabilidade do dirigente de música numa igreja. Assim vai ter frescor, vitalidade. Não precisa ter música morta na igreja. O problema é que pessoas estão substituindo verdadeira música de adoração que honra a Deus por “fast music” – a música rápida – que apresente resultados rápidos. Assim, agregam carnalidade a música achando que vai resolver, mas isso certamente piora o estado das ovelhas.

Devemos acertar nossos corações, cantar para Deus, numa só voz. Amém!

O SOM e a BATIDA têm sido empregados como um esforço ARTIFICIAL para desenvolver e manter esta vida e vitalidade que ocorrerá naturalmente se seguirmos os PADRÕES DE DEUS!

Não precisa usar meios artificiais para colocar “vida” na música sacra. Na realidade o que se coloca é sensualidade e carnalidade.

Vimos que o primeiro elemento é a UNIDADE.

C.Segundo Elemento: Louvor e Ação de Graças

Igualmente encontramos o segundo elemento em II Crônicas 5:13.

Música cantada com UNIDADE e com palavras de LOUVOR, de AÇÃO DE GRAÇAS a Deus é a música que vai trazer gozo e alegria para o Senhor.

Note que, como o primeiro elemento (UNIDADE), este elemento (LOUVOR e AÇÃO DE GRAÇAS) igualmente foi mencionado DUAS vezes no texto de II Crônicas 5:13, demonstrando a importância para Deus e afirmando que é de Seu agrado.

Salmos 7:17:

Eu louvarei ao Senhor segundo a sua justiça, e cantarei louvores ao nome do Senhor altíssimo”.

Salmos 18:49:

Assim que, ó Senhor, te louvarei entre os gentios, e cantarei louvores ao teu nome”.

Salmos 21:13:

Exalta-te, Senhor, na tua força; então cantaremos e louvaremos o teu poder”.

II Crônicas 7:6?

E os sacerdotes, serviam em seus ofícios; como também os levitas com os instrumentos musicais do Senhor, que o rei Davi tinha feito, para louvarem ao Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre, quando Davi o louvava pelo ministério deles; e os sacerdotes tocavam as trombetas diante deles, e todo o Israel estava em pé”.

Salmos 68:4,32:

Cantai a Deus, cantai louvores ao seu nome; louvai aquele que vai montado sobre os céus, pois o seu nome é Senhor, e exultai diante dele... Reinos da terra, cantai a Deus, cantai louvores ao Senhor. (Selá)”.

Hebreus 2:12:

Dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos,Cantar-te-ei louvores no meio da congregação”.

Esdras 3:10:

Quando, pois, os edificadores lançaram os alicerces do templo do Senhor, então apresentaram-se os sacerdotes, já vestidos e com trombetas, e os levitas, filhos de Asafe, com címbalos, para louvarem ao Senhor conforme à instituição de Davi, rei de Israel”.

Estamos vendo QUE TIPOS DE PALAVRAS devemos cantar. Que tipos de palavras devem ser encontradas em nossas músicas sacras...

Salmos 69:30:

Louvarei o nome de Deus com um cântico, e engrandecê-lo-ei com ação de graças”.

Salmos 27:6:

Também agora a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão em redor de mim; por isso oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao Senhor”.

Estas são palavras que Deus honrou na Bíblia. Palavras que exaltavam a grandeza, as maravilhas, as obras de Deus. O tema central era a GLÓRIA de Deus, para o louvor dEle. O alvo era para Seu louvor.

Outra função de musica sacra é para ENSINAR estatutos (Colossenses 3). Cantar a Palavra de Deus.

Então,

A Música do cristão deve incluir louvor e ações de graças significativas, e não palavras banais, vazias e superficiais.

Poderíamos falar muito sobre isso, citar alguns exemplos de palavras banais e vazias, Muitas vezes o que vem como música as vezes nem sentido tem, é algo nebuloso, ambíguo, não se sabe de que falam ou sobre quem falam tais músicas. Músicas incertas, sempre salientando a primeira pessoa – EU – EU... Eu.

Devemos louvar ao Senhor, apresentar palavras de agradecimentos a Ele. Palavras que O honram e O dignificam. Cantar a própria Palavra.

“As palavras que Deus honrou na Bíblia eram um pouco diferentes das da música cristã contemporânea padrão. Elas exaltavam a grandeza de Deus e Suas maravilhas. Sua glória era o tema central, e o Seu louvor era o alvo. Se fossemos remover todos os pronomes pessoas de primeira e segunda pessoa da maioria da MCC, não sobrariam muitas palavras para canta...”.

Deus não divide a glória dEle com ninguém – Isaías 42:8 – 48:11.

Hebreus 13:15:

Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome”.

NOSSO SACRIFÍCO DE LOUVOR AGRADA A DEUS?

Uma das maneiras pela qual os filhos de Deus pode trazer prazer ao Senhor é através da MÚSICA. Produzir ou escutar música envolve o CORAÇÃO (emoção), a MENTE (intelecto) e o CORPO (mãos, pés, lábios, boca).

O Senhor se agrada quando o nosso TOTAL é entregue a Ele.

Este tipo de abordagem à música sacra envolve SACRIFÍCIO, não ENTRETENIMENTO.

Assim, cristão que não canta é porque está com problemas espirituais.

Assine News

Inscreva-se para receber POR E-MAIL diariamente nossa palavra.
Nome
E-mail
Confirme E-mail


  1. O número DEVERÁ estar cadastrado no WhatsApp.
  2. Nome Completo(*)
    Entrada Inválida
  3. DDD + Telefone(*)
    Entrada Inválida
  4. Email(*)
    Entrada Inválida

Artigos

Doe Agora

eBook - Livros!

   

Visitantes Online

Temos 322 visitantes e Nenhum membro online

Deus se importa

Se você precisa de uma palavra abençoadora para o seu coração, então clique AQUI.

Recursos

banner-monte-sinal